Conteúdo transformação digital

Glossário de marketing: entenda os termos mais usados pelos profissionais

Por Crowd em 30/09/2023 - Tempo de leitura: 11 min

O marketing tem passado por muitas transformações nas últimas décadas. Especialmente com a popularização da internet e ascensão do digital, novos conceitos, ferramentas e tecnologias foram incorporados à área.

A fim de ajudar você em sua descoberta, selecionamos os 17 principais termos neste guia completo de marketing. Confira:

  1. Análise SWOT
  2. Branding
  3. CTA (Call to Action)
  4. Funil de vendas
  5. Growth hacking
  6. Inbound marketing
  7. KPI 
  8. Landing page
  9. Lead
  10. Marketing de afiliados
  11. Marketing de conteúdo (content marketing)
  12. Marketing de influência
  13. Persona
  14. Remarketing (ou retargeting)
  15. ROI 
  16. SEO 
  17. Social media 

Veja, logo abaixo, o glossário de marketing da CROWD:

1. Análise SWOT

Análise SWOT é uma estrutura utilizada para avaliar a situação de uma empresa, projeto ou situação. Seu nome vem da sigla dos termos em inglês Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças). 

Aplicações e usos

  • planejamento estratégico: orienta a formulação de estratégias com base em uma compreensão profunda do ambiente interno e externo ao negócio;
  • avaliação de projetos: ajuda a analisar a viabilidade de projetos identificando os fatores críticos de sucesso e as potenciais barreiras;
  • gestão de crises: identifica ameaças emergentes e contribui para preparar respostas eficazes.

A análise SWOT é uma ferramenta para planejamento estratégico, assim como para aperfeiçoar a gestão, destacando áreas de melhoria e oportunidades de crescimento.

2. Branding

Branding é a prática de construir e gerenciar a identidade de uma marca. Ele envolve a definição de sua personalidade, valores e imagem a fim de criar conexões emocionais com o público. Exemplos incluem o logotipo da Apple, que evoca inovação, e a voz amigável da Siri.

Aplicações e usos

  • diferenciação: serve para destacar ofertas em mercados competitivos;
  • lealdade do cliente: uma forte identidade cria laços duradouros;
  • consistência: ajuda a manter uma mensagem coerente em todos os pontos de contato com o público.

Branding é um investimento estratégico que impacta a percepção e o sucesso de uma marca a longo prazo.

3. CTA (Call to Action)

Call to Action, ou Chamada para Ação, em português, é uma estratégia que utiliza comandos ou frases persuasivas para incentivar os usuários a realizar ações. Isso pode incluir a compra de produtos, o preenchimento de formulários, o compartilhamento de conteúdo, entre outros.

Aplicações e usos

  • conversões: CTAs bem elaborados impulsionam a taxa de conversão em landing pages e e-mails;
  • engajamento: botões de compartilhamento com Chamadas para Ação assertivas direcionam a interação nas mídias sociais;
  • nutrição de leads: guiam leads pelo funil de vendas, conforme desejado pela marca.

O CTA é uma ferramenta poderosa para direcionar o comportamento do público-alvo e alcançar metas de marketing.

4. Funil de vendas 

Funil de vendas é um modelo que descreve o processo pelo qual os potenciais clientes passam, desde o primeiro contato (topo), indo pela consideração (meio) até a conversão (fundo). Cada uma das etapas representa a jornada do cliente, com táticas específicas.

Aplicações e usos

  • conversão de leads: ajuda a transformar leads em compradores;
  • segmentação de clientes: permite segmentar grupos e direcionar ações para cada um deles;
  • análise de desempenho: é usado para avaliar a performance das campanhas em cada fase.

O funil de vendas é uma ferramenta fundamental para orientar e otimizar os esforços de aquisição e conversão de clientes.

5. Growth hacking

Growth hacking é uma abordagem focada em experimentação para impulsionar o crescimento rápido de uma empresa. Os growth hackers buscam táticas não convencionais e de baixo custo para adquirir e reter clientela.

Aplicações e usos

  • campanhas virais: uso de conteúdo compartilhável que se espalha organicamente;
  • otimização de conversões: realização de testes frequentes para aumentar as taxas;
  • marketing de conteúdo: desenvolve materiais (como blogsposts, webinars e vídeos) para atrair e reter clientes

O growth hacking é especialmente valioso para startups e empresas de crescimento acelerado, buscando resultados rápidos e escaláveis.

6. Inbound Marketing 

Inbound Marketing é uma estratégia que se concentra em atrair clientes por meio da criação e compartilhamento de conteúdo relevante e valioso. Em vez de abordagens interruptivas, como anúncios, ele visa construir relacionamentos e engajar o público-alvo de maneira orgânica.

Aplicações e usos

  • blogs e conteúdo de qualidade: publicação regular de blogsposts e materiais educacionais para atrair visitantes;
  • e-mail marketing personalizado: envio de mensagens para nutrir leads;
  • SEO: otimização do conteúdo para ser facilmente encontrado em mecanismos de busca.

O inbound marketing é uma prática eficaz para estabelecer autoridade, gerar leads e fomentar a fidelização dos clientes.

7. KPI (Key Performance Indicator)

Indicadores-Chave de Desempenho, ou KPIs, são métricas para avaliar o sucesso de uma tática ou ação. Eles funcionam como guias, permitindo a mensuração dos resultados em relação aos objetivos desejados. São exemplos: taxa de conversão, churn rate e ROI.

Aplicações e usos

  • avaliação de campanhas: ajudam a medir os resultados encontrados a fim de otimizar as estratégias adotadas;
  • análise de conteúdo: servem para monitorar taxas de visualização, tempo de permanência e conversões;
  • acompanhamento de mídias sociais: usados para entender engajamento, alcance e crescimento de seguidores a fim de ajustar ações nas redes sociais.

Os KPIs são fundamentais para a tomada de decisão de gestores e a otimização de estratégias em marketing e negócios.

8. Landing page

Landing page é uma página da web criada especificamente para direcionar visitantes a uma ação específica, como preencher um formulário ou fazer uma compra. Também conhecida como página de aterrissagem, ela é projetada para ser concisa, focada e persuasiva.

Aplicações e usos

  • geração de leads: captura de informações de contato para futuramente nutrir leads;
  • lançamentos de produtos: apresentação de detalhes e incentivo à compra de um novos itens;
  • webinars e eventos: registro de participantes e fornecimento de informações de relevância.

As landing pages são ferramentas cruciais para converter visitantes em leads ou clientes e são amplamente usadas em estratégias de marketing online.

9. Lead

Lead é um potencial cliente que demonstrou interesse em produtos ou serviços de uma empresa. Isso ocorre quando alguém fornece as suas informações de contato, como nome e e-mail, em troca de conteúdo relevante ou ao manifestar curiosidade sobre um item.

Aplicações e usos

  • nutrição de leads: fornecimento de informações úteis para fazer as pessoas avançarem pelo funil de vendas;
  • estratégias de e-mail marketing: envio de conteúdo personalizado para converter leads em clientes;
  • segmentação: classificação de indivíduos com base em interesses e comportamentos para oferecer abordagens específicas.

Leads são ativos valiosos para empresas, representando oportunidades de negócios que podem ser convertidas em vendas.

10. Marketing de afiliados

Marketing de afiliados é uma estratégia na qual os afiliados promovem produtos ou serviços de terceiros em troca de comissões por cada venda, lead ou ação gerada. Essa é uma parceria entre anunciantes e pessoas, permitindo que ambos obtenham benefícios.

Aplicações e usos

  • e-commerce: afiliados divulgam produtos online e ganham comissões sobre vendas;
  • programas de afiliados: empresas ou infoprodutores oferecem incentivos financeiros para influenciadores promoverem seus produtos;
  • plataformas de cupons: afiliados compartilham cupons promocionais e ganham comissões por cada uso.

O Marketing de Afiliados é uma prática para aumentar as vendas e a visibilidade da marca, sendo amplamente aplicado em diversos setores.

11. Marketing de conteúdo (content marketing)

Marketing de conteúdo envolve a criação e distribuição de material relevante e valioso para atrair, engajar e converter o público-alvo. Isso ocorre por meio de blogs, vídeos, infográficos e outros formatos.

Aplicações e usos

  • blogs: publicação de artigos informativos para educar e atrair visitantes;
  • vídeos: criação de materiais que explicam ofertas ou fornecem dicas úteis;
  • e-books: recursos exclusivos e valiosos em troca de informações de contato.

O marketing de conteúdo é uma estratégia para estabelecer autoridade, construir relacionamentos e atrair clientes de maneira orgânica.

12. Marketing de influência

Marketing de influência é uma tática na qual as marcas colaboram com influenciadores digitais para promover a sua oferta. Os influencers, então, utilizam a sua credibilidade e alcance na web para impactar a decisão de compra do público que o acompanha.

Aplicações e usos

  • endossos de produto: influenciadores recomendam ofertas em suas postagens;
  • unboxing e avaliações: demonstração e análise de produtos em vídeo;
  • parcerias de marca: colaborações contínuas para promover uma marca.

O marketing de influência é uma alternativa para atingir públicos-alvo específicos e aumentar a visibilidade da marca por meio da autenticidade de pessoas com influência.

13. Persona

Persona é a representação fictícia de um cliente ideal. Ela é construída com base em dados demográficos, comportamentais e psicográficos reais. Sua elaboração ajuda as empresas a compreenderem melhor o seu público-alvo e a adaptarem as estratégias de marketing.

Aplicações e usos

  • segmentação de conteúdo: potencialmente melhora o direcionamento das ações em relação às necessidades e interesses do público;
  • desenvolvimento de produtos: o processo é guiado com base nas preferências das personas;
  • personalização de mensagens: adaptação do conteúdo e das abordagens de marketing.

A criação de personas é importante para garantir que as campanhas sejam relevantes e eficazes, maximizando o engajamento do público.

14. Remarketing (ou retargeting)

Remarketing, também chamado de retargeting, é uma estratégia de publicidade online que visa alcançar novamente os usuários que já interagiram com a marca. Por meio de cookies, anúncios personalizados são exibidos para essas pessoas em outras páginas que eles visitam.

Aplicações e usos

  • abandono de carrinho: resgate de visitantes que não finalizaram uma compra;
  • reengajamento: exibição de conteúdo relevante para usuários que acessaram o seu site recentemente;
  • upselling e cross-selling: oferta de produtos complementares a compras anteriores.

O remarketing é uma tática para reforçar a marca, recuperar potenciais clientes e aumentar as conversões online.

15. ROI 

Retorno sobre Investimento (ROI) é uma métrica usada para avaliar a eficácia de investimentos. Ela calcula o lucro obtido em relação aos custos da campanha e é expressada como uma porcentagem ou valor monetário. Sua fórmula é: (receita gerada – custos e investimentos) / custos e investimentos.

Aplicações e usos

  • avaliação de campanhas pagas: o ROI indica se houve ou não sucesso em determinada estratégia;
  • otimização de orçamento: ele colabora para identificar canais e táticas mais eficazes, ajudando a melhor alocar recursos;
  • tomada de decisão financeira: usado para embasar decisões de investimento considerando o retorno potencial.

O ROI é uma métrica crítica para empresas, permitindo a alocação eficiente de recursos e a maximização dos lucros.

16. SEO

Search Engine Optimization (SEO) se refere ao conjunto de práticas e estratégias usadas para melhorar a visibilidade de sites nos resultados dos buscadores, como o Google. O seu objetivo é aumentar o tráfego orgânico, qualidade das visitas e classificação nos rankings da internet.

Aplicações e usos

  • pesquisa de palavras-chave: identificação de termos relevantes para otimizar o conteúdo;
  • link building: construção de rede de links de qualidade para aumentar a autoridade do website;
  • melhorias técnicas: ajustes como velocidade de carregamento e usabilidade para melhorar as chances de ranqueamento.

O SEO é essencial para aumentar a visibilidade online, atrair tráfego qualificado e competir no ambiente digital.

17. Social media 

Social media se refere a plataformas online onde os usuários podem criar, compartilhar e interagir com conteúdo e outros usuários. Instagram, TikTok e LinkedIn são exemplos. O termo também pode ser usado para o profissional de marketing que faz a gestão de redes sociais.

Aplicações e usos

  • marketing de conteúdo: produção e compartilhamento de conteúdo relevante para construir relacionamentos e atrair seguidores;
  • publicidade segmentada: publicação de anúncios direcionados a públicos específicos com base em interesses e demografia;
  • atendimento ao cliente: resposta a perguntas e solução de problemas dos clientes por meio das redes sociais.

As mídias sociais são ferramentas valiosas para construir marca, aumentar a visibilidade e interagir diretamente com o público-alvo.

Esses são os principais termos de marketing da atualidade. Tem dúvidas sobre algum outro e não o encontrou aqui? 

Deixe um comentário com as palavras que você gostaria de ver aqui, no glossário de marketing da CROWD.

Crowd

CROWD = Plataforma de Talentos de Marketing e Tecnologia. Conectamos você com especialistas para acelerar sua transformação digital. Profissionais e equipes remotas para implementar o que você precisa.

Deixe um comentário